[Análises em Série] – O Dualismo Ambíguo em Death Note.

PostopPreparem o café para tentar ficar acordado lendo isso, de tão chato que é.

Em mais uma das minhas quase nenhuma discussões no Twitter, acabei iniciando um debate sobre o seguinte tópico: “O que acontece se o protagonista de um mangá for o vilão?
Logo surgiram as respostas, e a que mais me chamou a atenção foi a comparação com o mangá Death Note, entretanto, o que vimos na trama transcende os sentidos da dualidade, deixando de ser um confronto do bem contra o mal, tornando-se um conflito de ideologias, se assim posso dizer.
“Mas, PunPun, que ideologias são essas?” Perguntou o Leopoldino.
Bom, considerando, inicialmente, a situação, é Dr. PunPun pra você, e continuando: Me refiro à Ideologia moral e a Ideologia Judiciária, embora a última não seja propriamente dita uma ideologia. E posso provar.
Death Note é, de cara, o primeiro mangá que vejo em que os conflitos não ocorrem entre uma pessoa boa e uma pessoa má, e nem entre uma certa e uma errada, ambos seguem o que acham correto, depende do ponto de vista. Claro, apesar da personalidade calculista e extremista do Light, ele nunca feriu um inocente, apenas aqueles que se opuseram à sua justiça, isso explica, inclusive, a justificativa dele de matar a polícia e todos que NÓS consideramos os mocinhos. I1 Apesar do protagonista, posto como vilão pelo motivo de ir contra as normas da sociedade chamadas de leis, seguir um objetivo moralmente aceito, de dizimar o mal e criar um novo mundo, em seu nome, Light, que significa luz, dá uma ideia de “salvação” vinda dele, ele seria o governador, o líder, a luz… O deus do novo mundo.
Do outro lado, temos o detetive L, seguindo a justiça social, as leis, em que matar é errado, caçando Light por todo o Japão no confronto de paz contra ordem, e ordem contra paz. É fato que moralmente também é errado matar, mas, aqui no Brasil, por exemplo, onde não há pena de morte, quantas pessoas preferem ver os negligenciadores da lei mortos? No final do mangá, só vemos que a lei é mais forte que as pessoas, a lei supera a razão, num país em que um assassino pode sofrer pena de morte e a justiça fica impune, moralmente falando um paradoxo. Mas a lei surge da razão, ou a razão deu origem a lei?
Mas enfim, voltando ao mangá: Eu diria que o principal fator de considerarem Light um vilão é a personalidade dele. Os sorrisos que ele faz, o modo animador de como ele pega na caneta e escreve no caderno como se sentisse prazer nisso, embora deveria, o mundo está sendo limpo e as pessoas, temendo, irão seguir o correto, embora o “Kira” pareça um psicopata com complexo de superioridade… Ok, ok, mas o que tem de errado em por medo para obter o correto? A própria lei faz isso com a cadeia, seus pais faziam isso quando você era criança; Vai me dizer que nunca levou umas palmadas e nunca ficou de castigo? É meio que moldar o respeito com medo, não por admiração, de certa forma. Vimos as duas justiças se enfrentarem intelectualmente em um mangá sem batalhas, apesar do gênero e da revista. I2Eu até prolongaria esse assunto um pouco mais, mas já deu pra notar que abusei de substâncias psicodélicas e comecei a dar uma de advogado e sociólogo em pleno blog otaku. Enfim, o que seria um vilão em Death Note? O que vocês acham?
Em minha opinião, eu diria que são os personagens secundários que seguem Light, como a Misa, que não tá nem aí para a justiça e só ajuda Light a matar L por amor, destruindo todos que se oponham e até se fazendo passar como o segundo Kira.
Nesse contexto, eu pude até comparar com a situação do mundo atual, em que as pessoas se conflitam por ideologias, culturas, religiões ou qualquer outro tipo de coisa diferente, enquanto os verdadeiros malfeitores estão a solta por aí, pondo lenha na fogueira. Concordam comigo?

No céu tem pão?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s